Plantas Medicinais

Planta medicinal – Mastruço

Planta medicinal – Mastruço

Mastruço

Botânica

Nome científico: Chenopodium ambrosioides L. var. anthelmintIca (L.) A. Gray.

Sinonímia: mastruz e erva-de-santa-maria.

Descrição da planta: erva bastante ramosa e de cheiro característico forte e pouco agradável, possui folhas alongadas e de diferentes tamanhos, sendo menores na parte de cima.

Planta medicinal – Mastruço

Cultivo

Hábito de crescimento: erva com até 1 m de altura.

Ciclo da planta: anual.

Propagação: sementes.

Forma de cultivo: em canteiros, renovados anualmente, com espaçamento entre as plantas de 50 cm x 50 cm.

Adubação: colocam-se 10 kg de composto orgânico ou esterco de curral bem curtido por cova, 10 dias antes do plantio (em fundação) e, 2 vezes por ano, faz-se a adubação em cobertura, nessa mesma proporção.

Irrigação: diária.

Colheita: nas colheitas, realizadas durante todo o ano, colhem-se as folhas mais velhas.

​E-BOOK GRATUITO: Benzimento com Louro

​E-BOOK GRATUITO: Benzimento com Louro

Aprenda a fazer um Benzimento PRÁTICO e SIMPLES que vai ajudar você e sua família abrir caminhos, eliminar negatividades e para Melhorar a sua saúde física e espiritual!

Naturezas química e farmacológica

Partes utilizadas: folhas, sementes e toda a parte aérea, de preferência, secas.

Constituintes químicos: cineol.

Formas de uso: folhas picadas (0,1 a 0,3g por cada quilo de peso vivo da pessoa), chá e pomada.

Indicações: como vermífugo e antimicrobiano.

Receitas caseiras

Pomada

Indicações: nas pancadas, contusões, deslocamento de ossos e luxações.

Ingredientes: 50 g de folhas de mastruço, vaselina, lanolina e 100 ml de água filtrada e fervida.

Modo de preparar: lavam-se as folhas em água corrente, cortam-se em pequenos pedaços numa tábua de carne e bate-se no liquidificador, adicionando o mastruço e a água aos poucos, para extrair o suco.

Côa-se e mede-se, com o auxílio de um recipiente graduado, a quantidade do suco.

Coloca-se esse suco em uma bacia pequena de plástico, acrescenta-se a lanolina, na proporção de 1:1 (uma parte de suco para uma parte de lanolina), mexe-se bem, sempre no mesmo sentido e, quando estiver ligado, adiciona-se a vaselina, também na mesma proporção (1:1).

Misturase bem e leva-se ao fogo, em banho-maria, durante ½ hora.

Quando esfriar, envasa-se em potes limpos, esterilizados e secos.

Modo de usar: aplica-se uma camada fina sobre a área afetada.

Prazo de validade: 6 meses.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.