Plantas Medicinais

Planta medicinal – Maracujá

Planta medicinal – Maracujá

Maracujá

Botânica

Nome científico: Passiflora edulis Sims.

Sinonímia: maracujá–peroba.

Origem e descrição da planta: essa trepadeira lenhosa com gavinhas, originária da América do Sul, mais precisamente do Peru e do Brasil, é muito cultivada para a produção de frutos que são industrializados na forma

de suco.

Planta medicinal - Maracujá, maracujá-peroba

Cultivo

Hábito de crescimento: trepadeira.

Ciclo da planta: perene.

Propagação: sementes.

Forma de cultivo: em covas, distanciadas de 2 m x 2 m, devendo-se plantar em cercas ou em latadas, no mínimo dois pés, para garantir a frutificação.

Adubação: colocam-se 10 kg de composto orgânico ou esterco de curral bem curtido por cova, 10 dias antes do plantio (em fundação) e, 2 vezes por ano, faz-se a adubação em cobertura, nessa mesma proporção.

Irrigação: diária, até o quarto mês, passando a 3 vezes por semana.

Colheita: nas colheitas, realizadas durante todo o ano, colhem-se as folhas mais velhas.

Naturezas química e farmacológica

Partes utilizadas: folhas, de preferência frescas.

Constituintes químicos: principalmente Chrysina (5,7-di-OH-flavona), tendose encontrado vários outros constituintes químicos, especialmente harmano, alcalóide conhecido pelo nome de passiflorina.

Formas de uso: chá.

Indicações: calmante, útil no tratamento de manifestações nervosas, inquietação, irritação freqüente e insônia.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.